16
Ago
11

melancolia e arquitetura

Edward Hopper

Será que alguém moraria numa casa com todas as paredes pintadas de preto, praticamente sem janelas?  Fria,  sem iluminação. Úmida, onde  a acústica embala sons  estridentes, o  cheiro é  de mofo, localizada numa floresta negra e  inóspita?

Um planeta prestes a chocar-se com  a Terra. Fim dos tempos.  Um encontro com o nosso lado escuro.  Silêncio amordaçador, tristeza profunda ligada a um sentimento de imenso vazio existencial.  Um gosto de  finitude humana, solidão! Medo…Desinteresse por tudo e todos. Apatia,  sem saber direito o porquê dos acontecimentos, e qual o  sentido da vida…

Unindo as imagens,  da casa descrita, com o estado de espírito, acima,  chego mais uma vez a conclusão de  que a arquitetura tem poder! Sim,  tem o poder de construir emoções. Construir e desconstruir sensações. Ir ao fundo dos fundos e voltar potencializada e exuberante. Assim é arquitetura, assim é o ser humano.

O  filme Melancolia de Lars Von Trier, me deixou duas questões : Ouvir Maysa lamentando sobre os cotovelos doloridos,  “Meu mundo caiu”, ou Carmem Miranda, dando umas tamancadas num gajo em   “E o mundo não se acabou ” de Assis Valente?  Lembra da letra?  “Beijei a boca de quem não devia,/ Peguei na mão de quem não conhecia/ Dancei um samba em trajes de maiô/  … E o tal do mundo não se acabou ” /.   Na dúvida, opto pela segunda, que, como  conta uma amiga, certa vez foi a uma festa, e no dia seguinte, achou que essa música tinha sido composta  para ela. Genial e alto astral!

Sou otimista e gosto do lado claro da lua.  Portanto posso morar numa casa minimalista que me traga a paz, mas não me leve ao tédio. Uma casa predominantemente clara, arejada, com muita luz natural que até pode ter uma ou outra parede preta, mas  que traga escrita nessas paredes, um pouco da  minha história.  Que seja de cara pra o sol, cheia  de boas energias  e  se  algum planeta perdido entrar em rota de colisão com a  Terra, eu possa abrir todas as janelas, olhar para um vale maravilhoso,  e  só com a força do meu pensamento tria-lo do caminho, com um sonoro XÔ BAIXO ASTRAL.

Tá vendo só, o filme nem é o fim do mundo, e  ainda me deu a mais profunda  certeza de que a arquitetura pode sim mudar a vida de quem quer que seja.  Até a “Melancolia” também tem seu lado de  luz!

Anúncios

4 Responses to “melancolia e arquitetura”


  1. 1 MONICA UNGARETTI
    Agosto 16, 2011 às 9:07 pm

    Muito bom, Zé Luiz! Também sou mais a luz (ainda bem!) e procuro oferecê-la em meus projetos e nas relações pessoais, pra tornar a vida mais leve. Mas há quem prefira as trevas…

  2. 2 Maria Lígia Mathias Pagenotto
    Agosto 16, 2011 às 11:35 pm

    José, adorei o texto! Não só pela referência a mim, que me fez dar muita risada e lembrar de um tempo tão descompromissado…! Mas pela profundidade do que foi dito. Muito bem escrito! Não vi o filme, mas pretendo assistir. Gostei especialmente também porque ando estudando a importância da moradia para as pessoas mais velhas. Um dos trabalhos que gosto muito, feito por umas pesquisadoras que conheço, fala justamente das sensações do morar. Vc toca nisso maravilhosamente bem – não à toa é arquiteto! Vou compartilhar seu texto com essa turma, vão amar! Parabéns! Beijos! E adorei fazer parte de uma lembrança divertida da sua vida. Que venham muitas outras!

  3. 3 Maria Lígia Mathias Pagenotto
    Agosto 16, 2011 às 11:36 pm

    Ah, sim, por um tempo usei esta imagem do Hopper como pano de fundo do meu notebook. Bjs

  4. 4 Edna De Divitiis
    Agosto 18, 2011 às 3:35 pm

    Perfeito! Adorei suas reflexões e este seu pensar arquitetônico. Beijo


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


autor/proposta

josé luiz leone, arquiteto/designer ARQBAR = BAR : balcão+serviço rápido+amigos+ camaradagem+bate papo+ descontração+ circulação de informações+pessoas+ aprendizado+relacionamentos +parcerias+divulgação de trabalhos+ cumplicidade+novidade+ informação+arte+arquitetura+design

Acessos

  • 118,924 acessos
Agosto 2011
S T Q Q S S D
« Jul   Set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Páginas

twitter

  • @MarceloTas O mais preocupante da renúncia de Bento XVI é Lula mudar os planos e querer ocupar a santa cadeira 4 years ago
  • a forma do som? wp.me/pqIMY-116 5 years ago
  • Ufa, segundo turno. Nos livramos do Netinho, mas infelizmente não do tiririca.Td bem vamos eliminando pouco a pouco 7 years ago
  • Olha aí o povo dano o recado nas urnas : lugar de pagodeiro e fazer show para quem gosta 7 years ago
  • RT @Ednad: A @locaweb informou que o "problema" pode se manter por 15 dias. Até lá muitos já mudaram para outro fornecedor. 7 years ago

%d bloggers like this: