17
Fev
12

vilanova artigas, o doce brutalista

Desconhecendo quem era, o que fazia, e sem saber também que iria ouvir falar muito sobre ele  pelo resto da vida, desde garoto, já convivia com o arquiteto Vilanova Artigas. Explico melhor.  O Sumaré, bairro onde passei toda a minha infância, na zona oeste de São Paulo, era um dos grandes celeiros da obra do grande mestre. Tinha um amigo, que lá morava (foto da casa ao lado) e cuja casa havia sido projetada pelo arquiteto. Só vim a saber, anos depois.  O pai dele,  era apaixonado por arquitetura.

O que me chamava atenção, era o fato de a casa ser bem diferente das outras. Ao invés de escadas, rampas, no lugar das paredes convencionais, grandes panos de concreto. Ao invés de janelas, enormes aberturas emolduradas por caixilhos de ferro e fechamento em  vidro, jardins que adentravam o interior das casas. Isso, sem falar nas coberturas com o indefectível “domus”, usufruindo da iluminação zenital.  Chegávamos a descer de bicicleta, as rampas  que separavam a casa em níveis, desembocando no tal  jardim interno, do qual a mãe dele vivia nos expulsando. Nem preciso dizer que o meu amigo, que aliás já se foi, seguiu a carreira de arquiteto.

A arquitetura já me chamava a atenção, antes de entrar na faculdade. Quando tomei conhecimento do grande mestre, percebi porque aquele espaço concebido por ele me intrigava tanto.  Com um pouco mais de conhecimento sobre o tema, fui percebendo pelo bairro, casas com estilos bem semelhantes que para mim eram absolutamente familiares, mas ao mesmo tempo tinham um peso enorme na história da arquitetura, sendo conhecidas como ícones do “Brutalismo Paulista”, movimento que dominou a cena da arquitetura de Sampa, nos anos 50. Caiu a ficha, o pai do meu amigo,  absolutamente antenado, sem querer, me deu  um grande toque, pois Artigas foi um dos líderes intelectuais e autor de um dos mais emblemáticos edifícios do tal movimento: a FAUUSP.

Um episódio que jamais esqueci, e que reforçou ainda mais o meu interesse e respeito  pela obra de Artigas, foi uma aula super concorrida dada por ele na FAUUSP, cujo objetivo era uma mera formalidade, para ser readmitido no corpo docente da faculdade, pois o golpe de 64, em virtude de suas idéias e de seu envolvimento político, o havia impossibilitado de lecionar. Quem  participava do evento, era o também saudoso Flávio Mota, um outro grande professor e que estava na mesma situação :  para ser readmitido, tinha que passar por uma prova. Imagine . Como a aula era pró forma, tornou-se um  agradável encontro poético/filosófico/arquitetônico,  protagonizado por dois feras, que já não precisavam provar mais nada a ninguém, mas com imensa generosidade, nos proporcionaram momentos inesquecíveis. Esse episódio, tem lugar de destaque no me baú de vivências. Quem estudou arquitetura lá pelo começo dos anos 80, deve também se lembrar desse fato.

Acabei de ver no jornal, que uma revista espanhola, chamada 2G, vai lançar uma edição especial sobre o arquiteto, que talvez venha a preencher algumas lacunas, deixadas em aberto, sobre a importância de sua obra – tanto aqui, quanto o exterior.

Que bom!

Anúncios

1 Response to “vilanova artigas, o doce brutalista”


  1. 1 mau
    Fevereiro 17, 2012 às 2:40 pm

    Boa Ze. Gostei. Parabens pelo texto. O Sumare foi tambem quem me apresentou a arquitetura!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


autor/proposta

josé luiz leone, arquiteto/designer ARQBAR = BAR : balcão+serviço rápido+amigos+ camaradagem+bate papo+ descontração+ circulação de informações+pessoas+ aprendizado+relacionamentos +parcerias+divulgação de trabalhos+ cumplicidade+novidade+ informação+arte+arquitetura+design

Acessos

  • 118,402 acessos
Fevereiro 2012
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829  

Páginas

twitter

  • @MarceloTas O mais preocupante da renúncia de Bento XVI é Lula mudar os planos e querer ocupar a santa cadeira 4 years ago
  • a forma do som? wp.me/pqIMY-116 5 years ago
  • Ufa, segundo turno. Nos livramos do Netinho, mas infelizmente não do tiririca.Td bem vamos eliminando pouco a pouco 6 years ago
  • Olha aí o povo dano o recado nas urnas : lugar de pagodeiro e fazer show para quem gosta 6 years ago
  • RT @Ednad: A @locaweb informou que o "problema" pode se manter por 15 dias. Até lá muitos já mudaram para outro fornecedor. 7 years ago

%d bloggers like this: